• Notícias
  • Entrada dos Palmitos espera público de 50 mil pessoas

    18.05.18 - 18:29 | Notícias

    Palmito

     

     

    Um evento único, com características próprias e muito aguardado na Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes, a Entrada dos Palmitos ocorre neste sábado (19/5), a partir das 9 horas, com expectativa de público dos organizadores de 50 mil pessoas. Depois, é servido o Afogado do Povo, gratuitamente, na área da Quermesse, no Centro Municipal Integrado (CMI) “Deputado Maurício Nagib Najar”, no Mogilar.

    A concentração dos participantes da Entrada dos Palmitos está prevista para às 8 horas, em frente à Capela de Santa Cruz, na Rua Doutor Ricardo Vilela, na altura do número 1.200. À frente da coordenação do evento folclórico está Glauco Ricciele, que pela primeira vez assume esta função, apesar de já participar da Festa do Divino há 15 anos. “A ansiedade é grande para este momento, um dos mais aguardado da parte folclórica, mas estamos preparados para mais este evento grandioso. Da estimativa de público esperado, 10 mil são os que participam do cortejo e 40 mil é o que assiste”, diz Glauco, lembrando que a Entrada dos Palmitos remonta das épocas antigas o clamor do povo em agradecer a Deus pelas boas colheitas. “Eles ofertavam o melhor dos frutos, na época, os palmitos. Daí vem a cerimônia, que a Festa do Divino de Mogi preserva para manter essas raízes. A charola, que abre o cortejo, expressa a fartura”.

    Preservar essa identidade é um dos desafios do coordenador. Para tanto, já existe um trabalho para que a Entrada dos Palmitos seja reconhecida como patrimônio imaterial do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e que seja reconhecido pela Unesco. “Estamos lutando para que este trabalho permaneça por muitas gerações”, defende Glauco.

     

    O cortejo

    Os devotos irão descer a rua Doutor Ricardo Vilela e percorrer as seguintes ruas: Doutor Deodato Wertheimer e Doutor Paulo Frontin até chegar à Catedral de Sant´Ana.

    Participarão do cortejo 23 carros de bois, o que dá em média 80 bois. De Mogi das Cruzes, há apenas um, o da dona Albertina Maria Ferreira, moradora da Serra do Itapeti. Os demais são de cidades como Arujá, Santa Isabel, Salesópolis, Santa Branca, Igaratá e Nazaré. De cavalos, são aproximadamente 600, com charretes. “E já temos uma lista de contatos com outros locais de pessoas interessadas em participar, ou seja, para o próximo ano a ideia é aumentar o número de participantes e demonstrar que essa prática não acaba e se preserva”, sintetiza o coordenador, que emenda: “São 15 anos de trabalho na Festa do Divino por meio da fé, dedicação e voluntariado para auxiliar na manutenção da festa e na tradição”.

     

    Grupos folclóricos na Entrada dos Palmitos

     

    1. Congada de Santa Efigênia
    2. Congada Batalhão Nossa Senhora Aparecida
    3. Moçambique Capela de Santa Cruz
    4. Congada Divino Espírito Santo
    5. Congada São Benedito do Conjunto Santo Ângelo
    6. Congada São Benedito Coração de César
    7. Congada Marujada Nossa Senhora do Rosário
    8. Moçambique São Benedito / S.B.Jesus / Nossa Senhora Rosário

     

    Texto e foto: Maria Salas / AlexMar Assessoria de Comunicação 

    Notícia anterior:
    Próxima notícia:

    ^ topo

    Associação Pró-Festa do Divino Espírito Santo
    Av. Francisco Rodrigues Filho, 1232 • CEP 08773-380 • Mogilar • Mogi das Cruzes • SP
    Telefone/Fax: (11) 4790-6835 • contato@festadodivino.org.br

    Fale Conosco | Créditos | Condições de Uso