• Notícias
  • Artesãos e artistas mostram seus trabalhos na Festa do Divino

    01.06.17 - 17:21 | Notícias

    unnamed (4)Alguns são de primeira viagem. Outros mais experientes, mas todos têm um objetivo em comum: expor seu trabalho e cativar a clientela que visita a tenda cultural da Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes. No total, 50 profissionais (35 artesãos e 15 artistas plásticos) mostram e comercializam os seus mais variados produtos no espaço, localizado na Quermesse, próximo à entrada. Todos são ligados à Secretaria Municipal de Cultura, que participa da programação do evento por meio da mostra Denerjânio Tavares de Lyra, em sua 25ª edição, e do projeto Oficina Divineira, promovida há 9 anos. As peças que compõem o espaço têm temática religiosa, a sua maioria, contudo, relacionada ao Divino Espírito Santo. Além disso, segundo explica a diretora de Fomento da Secretaria de Cultura, Teresa Christina Vaz, todos os produtos têm de 60% a 80% de sua produção elaborada de forma manual: “Tudo é confeccionado por eles, às vezes, são artigos similares, mas com a sua composição diferente. A maioria dos expositores é formada por mulher”.

    Há mandalas, broches, pingentes, pulseiras, oratórios, estandartes, bandeiras, camisetas, ponteiras de mastro, esplendores, agendas, cadernetas, caminho de mesa, terços, chaveiros, caixas e até produtos em porcelana. Os quadros da exposição também estão à venda. Os preços dos artigos na Oficina Divineira variam de R$ 2,00 (chaveiro e imã de geladeira) a R$ 1,2 mil (quadros).

    A artesã Divanilda Vieira tem 75 anos. Há 20 anos ela se dedica aos trabalhos manuais e há 7 participa do projeto expondo peças feitas artesanalmente “pelas próprias mãos”. “Temos mandalas em MDF com textura, de CD com fuxico, de pedraria e de palha de milho. Também há anjos de diversos tamanhos e feitos de bucha vegetal, terço com fibra de bananeira. É muito gratificante estar aqui”, ressalta.

    A quermesse da Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes funciona no Centro Municipal Integrado (CMI) “Deputado Maurício Nagib Najar”, no bairro Mogilar, a partir das 18h30. No fim de semana, o horário de abertura é às 14 horas.

    A gaúcha Mara Leão, que há 3 anos participa do projeto, utiliza a técnica patch apliquê em suas peças, que consiste na combinação de tecidos para decorar e valorizar os produtos. Ele comercializa bandeiras do Divino, nécessaire normal e térmica, caminho de mesa, almofada e guirlandas confeccionadas em feltro. “Para mim, estar aqui é uma oportunidade fantástica. A energia é boa, sem falar que é uma chance de expormos os nossos trabalhos para pessoas dos mais variados municípios, como Guararema, Jacareí e da própria região”, diz ela.

    Dentre as mais “antigas” está a artista plástica Ana MarB, a única remanescente da época em que se iniciou a mostra Denerjânio Tavares de Lyra, composta somente de telas com a imagem do Divino. “É uma honra estar aqui. Essa é a minha forma de homenagear esse grande artista. Acredito que o artista deve estar no meio do povo, independentemente de religião”, frisa ela, que, além dos quadros está comercializando peças em porcelana, como caneca e enfeites, com a temática de bandeiras “para abrir o caminho”.

    A quermesse da Festa do Divino começa a funcionar a partir das 18h30. No fim de semana, o horário de abertura é às 14 horas.

    Texto: Maria Salas / AlexMar Assessoria de Comunicação 

    Notícia anterior:
    Próxima notícia:

    ^ topo

    Associação Pró-Festa do Divino Espírito Santo
    Av. Francisco Rodrigues Filho, 1232 • CEP 08773-380 • Mogilar • Mogi das Cruzes • SP
    Telefone/Fax: (11) 4790-6835 • contato@festadodivino.org.br

    Fale Conosco | Créditos | Condições de Uso