Prestação de Contas da Festa do Divino de 2017

14.07.17 - 17:14 | Notícias

DSC07655   

Neste ano, a festividade religiosa arrecadou R$ 2.547.544,56, dos quais R$ 1.648.405,21 já foram repassados a cada uma das 23 entidades que participaram da Quermesse, além da Associação Pró-Divino e a própria Mitra; a despesa foi de R$ 899.139,35

 

        A Associação Pró-Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes e a Diocese de Mogi das Cruzes reuniram a Imprensa, na manhã desta sexta-feira (14/07), na Mitra Diocesana, para apresentar a prestação de contas da Festa do Divino de 2017. Os 11 dias de festividade, de 25 de maio a 4 de junho, tiveram a receita total de R$ 2.547.544,56. Desse total, R$ 1.648.405,21 já foram repassados para as 23 entidades que participaram da Quermesse (veja quadro), além da Pró-Divino e a própria Mitra Diocesana. O restante, R$ 899.139,35, foi para cobrir as despesas com a organização e realização do evento religioso. No ano passado, a arrecadação foi de R$ 2.339.881,46, com repasse de R$ 1.549.207,62 para as entidades participantes. Estiveram presentes na reunião, conduzida pelo bispo diocesano, dom Pedro Luiz Stringhini, o casal de festeiros de 2017, João Pedro dos Santos Oliveira e Márcia Regina Pauletti Oliveira; o festeiro de 2018, Wilamis Roberto Chaudar Santana; e integrantes da Pró-Divino, como o presidente, Josmar Cassola Silva, o tesoureiro, José Carlos Nunes Júnior, o diretor de Marketing, Gérson Barros; e o administrador da Cúria Diocesana, Antônio José Mercado Martins.

O bispo acredita que cada edição da festa significa bênção de Deus para o Município: “Essa crescente é boa em vários aspectos porque se une religião e toda a parte cultural, tradicional da expressão folclórica. E nesta confraternização, que é a grande Quermesse, o resultado é muito positivo, mesmo que as despesas sejam também volumosas, e necessárias pelo tamanho da festa, que deve primar por uma boa infraestrutura. Além disso, as entidades são as mais beneficiadas, e ganham um fôlego financeiro para dar continuidade aos seus trabalhos assistenciais”.

O festeiro João Pedro e a sua esposa, Márcia, se despedem da festa com a sensação de dever cumprido. Para eles, o sucesso dessa festa só foi possível graças à união e ao comprometimento de cada coordenador da Pró-Divino, familiares, devotos, voluntários, patrocinadores, apoiadores e à Imprensa e à Prefeitura de Mogi. “Queremos agradecer primeiramente a Deus, que nos confiou essa missão e que pudemos cumpri-la com muito amor, fé e dedicação. E o que nos deixa mais felizes é essa contribuição financeira que pudemos fazer com as entidades que trabalham em prol de pessoas que necessitam, por meio da Quermesse. Os resultados financeiros são transparentes”, destacam.

 

Festa de 2018

No ano que vem, a Festa do Divino ocorrerá de 10 a 20 de maio. Mas os preparativos já começaram, segundo o festeiro de 2018, Wilamis Chaudar. “Até meados de agosto esperamos já ter o tema e o logo da festa. Estamos em contato com os colaboradores do chá-bingo para a realização da Primeira Coroa, que será realizada no dia 12 de agosto, na sede da Pró-Divino”, diz.

A Coroa do Divino ocorre sempre no segundo sábado de cada mês, como uma espécie de Novena Preparatória. Após a reza, é feito o chá com bingo para os devotos se confraternizarem.

A Associação Pró-Divino está localizada na Avenida Francisco Rodrigues Filho, 1.232, no Mogilar.

 

Texto e fotos: Maria Salas / AlexMar Assessoria de Comunicação 

 

Anunciados festeiros da Festa do Divino de 2018

15.06.17 - 14:02 | Notícias

 

DSC07131

Bispo diocesano também apresentou os casais de capitães de mastro, na Santa Missa de Corpus Christi, na Catedral de Sant´Anna

 

A Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes já tem os seus casais de festeiros e capitães de mastro para a edição do ano que vem. O bispo diocesano, Dom Pedro Luiz Stringhini, anunciou Wilamis Roberto Chaudar Santana e Sandra Alves de Siqueira Chaudar Santana como os festeiros e Mauro de Assis Margarido, o ‘Maurinho Despachante’, e Cícera Alecsandra de Oliveira Margarido como capitães de mastro. Os nomes – até então mantidos em segredo – foram revelados pouco antes do início da Santa Missa de Corpus Christi, na manhã desta quinta-feira (15/06), na Catedral de Sant´Anna, em Mogi das Cruzes.

O engenheiro eletricista Wilamis Chaudar, de 46 anos, e a recepcionista Sandra Chaudar, de 41 anos, são pais de Wilamis Roberto Santana Chaudar Júnior, de 22 anos. Eles que já foram capitães de mastro em 2014 acreditam que agora a missão de festeiros aumenta. “Sabemos da responsabilidade e estamos cientes que podemos fazer da nossa festa igualmente especial. É uma emoção muito grande, e esperamos corresponder à altura, sempre contando com o apoio da Associação Pró-Festa do Divino, dos amigos, familiares e voluntários”, diz Wilamis. Para Sandra, estar à frente de uma das festividades mais tradicionais da Cidade é gratificante: “É claro que levamos um susto ao sermos convidados pelo bispo, nunca esperamos, mas o Divino Espírito Santo providencia e se fomos escolhidos vamos fazer de tudo para que esta festa seja tão linda como as anteriores”. Eles receberam o convite do bispo diocesano na noite de segunda-feira passada, mas somente na quarta-feira deram a resposta positiva ao religioso.

Também surpreso ficou o casal de capitães de mastro, que tem uma vida religiosa ligada à Paróquia Sagrado Coração de Jesus, no Alto do Ipiranga. O vereador Maurinho Despachante, de 43 anos, e a esposa Alecsandra, de 43 anos, contam que receberam o telefonema na noite desta quarta-feira, ou seja, poucas horas antes de terem os seus nomes divulgados. 

“Para nós, o convite foi uma surpresa muito grande, e jamais esperávamos por isso. Mas toda missão de Deus é assim. São surpresas que Ele coloca nas nossas vidas e nos capacita para desenvolver os trabalhos que vêm”, afirmam Maurinho e Alecsandra. Há 18 anos eles atuam na Sagrado Coração de Jesus e estão envolvidos em movimentos da Igreja, como o Encontro de Casais com Cristo, as quermesses da própria paróquia e os eventos que ocorrem em outras igrejas e na Mitra Diocesana. Eles são pais de Victória, de 21 anos, Lucas, de 14 anos, e Pedro, de 7 anos. “Toda a nossa vida é muita doação, dedicação e humildade. E esse é o segredo para que tudo corra bem”, destaca o capitão de mastro.

 

Compromissos

Nesta segunda-feira (19/06), os casais de festeiros e capitães de mastro serão apresentados na Associação Pró-Divino. Mas já neste sábado eles participam de um evento no Parque Municipal – Francisco Affonso de Mello, na Serra do Itapeti. Às 10 horas será celebrada uma missa pelo bispo diocesano, Dom Pedro Luiz Stringhini. Esta celebração faz parte do “Junho Verde”, instituído pela Secretaria do Verde e Meio Ambiente de Mogi das Cruzes. Na oportunidade será lançado o “Projeto Divino Verde de Sustentabilidade”, que terá a participação das entidades que atuam na quermesse da Festa do Divino, dos voluntários, patrocinadores, fornecedores e demais envolvidos na festividade religiosa e folclórica. 

 

 

Texto e fotos: Maria Salas / AlexMar Assessoria de Comunicação 

Solidariedade: Festa do Divino doa 3,5 toneladas de alimentos a 9 entidades

12.06.17 - 18:51 | Notícias

DSC07043A Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes de 2017 deixou um saldo positivo de 3,5 toneladas de alimentos que foram doados a nove entidades assistenciais que não participaram da Quermesse. A entrega dos mantimentos foi realizada na tarde desta segunda-feira (12/06) aos representantes de cada um dos órgãos beneficiados, na Associação Pró-Festa do Divino, a Casa da Festa, no Mogilar. Os alimentos foram arrecadados ao longo da festividade religiosa, que ocorreu de 25 de maio a 4 de junho, sob a coordenação dos festeiros João Pedro dos Santos Oliveira e Marcia Regina Pauletti Oliveira e capitães de mastro Sérgio Paschoal Gomes e Nilde de Lima Gomes.

Estiveram presentes na entrega a festeira Marcia Regina, o presidente da Pró-Divino, Josmar Cassola, e os coordenadores da Casa da Festa, Márcia Andere e o seu pai, Miled Cury Andere. Antes da entrega, teve a oração do Divino Espírito Santo.

“Tudo aqui é doado com muito amor. E nós só temos a agradecer à solidariedade das pessoas. Ações como essas são benéficas para todos”, destaca a festeira Marcia Regina.

A ação beneficente faz parte das tradições da festa, segundo explica Márcia Andere. “Todas essas entidades, que têm em comum a dedicação ao próximo, têm a nossa admiração. Elas são merecedoras dessas doações porque realmente necessitam e nós só pedimos que as doações não parem de chegar para que mais pessoas possam ser atendidas”, diz Márcia.

Para a presidente do Instituto Maria Mãe do Divino Amor, Marielza da Silva, os alimentos são muito mais do que bem-vindos. “Eles vão beneficiar as cerca de 700 pessoas, com idades de 4 meses a 17 anos, por meio da creche e de projetos socioeducativos realizados no período inverso escolar”.

O gestor da Associação Madre Esperança de Jesus, Nadim Tabcharani, revela que só tem a agradecer ao Divino Espírito Santo: “Com esse kit, vamos economizar um mês de compras e beneficiar pessoas que ajudamos por meio dos projetos sociais e educacionais”.

O kit é composto por: açúcar, sal, óleo, farinhas de mandioca e trigo, feijão, fubá, macarrão, batata doce e leite condensado. Também foram doados os mantimentos que compuseram a Charola da Entrada dos Palmitos (legumes, frutas e verduras).

 

Mais doações

Além dessas entidades, outras cinco unidades institucionais foram beneficiadas com a entrega de kits de guloseimas durante a Festa do Divino, na ocasião em que festeiros e capitães de mastro as visitam. No total, foram distribuídos dois mil kits entre as creches Santana, Madre Esperança II e Nossa Senhora do Socorro, Núcleo Comunitário Nossa Senhora das Graças e Fundação Anna de Moura receberam doces e guloseimas.

Ainda nos 11 dias de festividade, foi feita a doação de cerca de 25 mil lanches, contabilizando entre o Café da Alvorada, lanches para voluntários, participantes de grupos folclóricos e devotos.

 

QUADRO

 

Entidades beneficiadas   

 

  1. Casa de Maria Maranathá
  2. Casa de Assis
  3. Instituto Maria Mãe do Divino Amor
  4. Associação de Auxílio às Crianças Carentes
  5. Amigos da Fraternidade
  6. Associação Madre Esperança de Jesus
  7. Casa da Sopa
  8. Sopa da Fraternidade – recebeu os alimentos da Charola da Entrada dos Palmitos
  9. Quarta Sem Fome

 

Fonte: Associação Pró-Festa do Divino

Texto e Fotos: Maria Salas / AlexMar Assessoria de Comunicação 

 

“Afogado do Povo” é servido após a Entrada dos Palmitos

02.06.17 - 16:49 | Notícias

Afogadão do Povo2.jpg.crdownload.jpg.crdownloadOs devotos da Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes não podem ficar sem comer o tradicional prato da festividade religiosa e folclórica, o afogado. Neste sábado (03/06), logo após a Entrada dos Palmitos, é oferecido, gratuitamente, o “Afogado do Povo”, na Quermesse, localizada no Centro Municipal Integrado (CMI) “Deputado Maurício Nagib Najar”, no Mogilar. A Associação Pró-Divino, que é quem oferece o “sagrado prato”, estima que 5 mil pessoas sejam servidas com a iguaria feita à base de carne e batata.

À frente do preparo desse cozido típico está André Marcondes, que é voluntário da Barraca do Afogado, há mais de 20 anos, e que há 16 se dedica no preparo do prato, sempre na véspera da Entrada dos Palmitos. Com ele, mais 50 pessoas atuam na cozinha, montada ao lado da Barraca do Bingo. Já no sábado, mais 20 pessoas se juntam ao grupo para ajudar a servir os fiéis. “Nós começamos a preparar a comida, já na sexta-feira pela manhã. Os voluntários começam a chegar por volta das 18 horas e vamos direto até umas 4 horas. Eu viro a noite”, revela André. Ele é filho do ex-festeiro Paulo Marcondes, que comandou a festividade em 1974, com a mulher, Leila Maria Marcondes de Carvalho. A distribuição do Afogado do Povo teve início na década de 1980.

A organização pede que as pessoas não levem prato. Tudo é fornecido na hora.

 

Missa Campal

Depois de se alimentar bem, o devoto pode usufruir de uma tarde agradável na Quermesse. Além da parte social, de confraternização, há a celebração da Missa Campal, a partir das 15 horas. Quem preside a Santa Missa é o padre Wally Soares Silva, da Paróquia São Judas Tadeu, de Suzano. “A missa é um momento de oração dentro de um espaço amplo e aberto. Os fiéis aprovaram bem essa iniciativa”, destaca o festeiro João Pedro dos Santos Oliveira. Ele diz que, se o devoto não conseguir assistir à essa missa, ele poderá ir até a Catedral de Sant´Anna, no Centro de Mogi, onde será celebrada a penúltima missa da Novena Preparatória, às 19h30, com solenidade presidida pelo padre Dorival Aparecido de Moraes, da Paróquia Sagrado Coração de Jesus.

 

Shows à noite

A programação de shows na Quermesse prossegue neste fim de semana com as seguintes atrações.

Depois de celebrar a Missa Campal, o padre Wally retorna ao palco, mas para uma apresentação especial com a sua banda, das 18h15 às 19h15. Na sequência, das 19h30 às 20 horas, tem apresentação da Dança Country Show. Das 20h15 às 21h15 é a vez de Jyou Guerra e Banda subir ao palco e animar o público, que depois ficará com o show de Luís Cláudio e Igor Félix e Banda, das 21h30 às 22h30. A Banda Stakeholder encerra a festa no sábado. Já no domingo (04/06), último dia da Quermesse e da Festa do Divino, os shows ficam por conta de Miller Gomes e Banda Tributo à Nossa Senhora  (18 às 19 horas), Banda Safras (19h15 às 19h45) e Willian Couto e Adriano e Banda (20 horas às 21h15). O último show quem faz é a Banda Band it!, a partir das 21h30.

 

Texto: Maria Salas / AlexMar Assessoria de Comunicação 

Bandeiras do Divino chegam ao Hospital Santana

01.06.17 - 17:30 | Notícias

Santana1A dois dias do término da Festa do Divino Espírito Santo, em Mogi das Cruzes, os festeiros e capitães de mastro seguem com a missão de levar o Divino aos quatro cantos da Cidade, por meio da “Visita das Bandeiras”. Nesta sexta-feira (02/06), a Casa São Vicente de Paulo, que abriga idosos carentes, recebe os festeiros, às 10 horas. Esta será a última visita deles.

Na tarde desta quinta-feira (01/06), as bandeiras – um dos símbolos mais fortes da Festa do Divino – foram levadas ao Hospital Santana, que mantém a tradição de instalar o seu Subimpério e de acolher festeiros e capitães de mastro como forma de oferecer um pouco mais de conforto ao paciente da unidade.

Um grupo de devotos, conduzidos por Francisca Ferreira, que trabalha na área de apoio ao paciente, cantava e rezava pelos corredores do hospital, enquanto os festeiros e capitães de mastro entravam nos quartos dos enfermos. Os casais João Pedro dos Santos Oliveira e Marcia Regina Pauletti Oliveira e Sérgio Paschoal Gomes e Nilde Cristina de Lima Gomes, respectivamente festeiros e capitães de mastro, estavam acompanhados do padre Diogo Shishito, um dos assessores eclesiásticos da festividade religiosa e folclórica.

Todos foram recepcionados pelo gestor executivo, Ruy Sergio Hernandes. “Para mim, é uma honra recebê-los no hospital, nos trazendo um pouco de alegria, conforto e fortalecimento aos pacientes. É muito lindo ver a maneira como os funcionários se envolvem na montagem do Subimpério, na preparação do café. Isso sem falar na felicidade dos pacientes, que aguardam e esperam por essa visita com grande expectativa. A aceitação dentro dos apartamentos é grande”, frisa o gestor, que há três anos está no Hospital e que há três anos se emociona com esse momento de fé e devoção.

Depois de percorrer todas as instalações do hospital, todos se dirigiram até a capela da unidade hospitalar, cujo nome é Santana, o mesmo do hospital e o da padroeira de Mogi das Cruzes.

A Festa do Divino vai até o dia 4 de junho, Dia de Pentecostes, sob o tema “Divino Espírito Santo, guiai nosso caminho na fé e na unidade”.

Texto: Maria Salas / AlexMar Assessoria de Comunicação 

Entrada dos Palmitos prevê público de 55 mil pessoas

01.06.17 - 17:26 | Notícias

20160514_092900A Entrada dos Palmitos – simbologia de agradecimento por parte dos moradores do campo às boas colheitas realizadas pela fartura – será neste sábado (03/06), às 9 horas, como parte de um dos eventos mais aguardados da Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes, na véspera do Dia de Pentecostes. A concentração dos participantes está marcada para as 8 horas, em frente à Capela de Santa Cruz, na Rua Dr. Ricardo Vilela, altura do nº 1.200, no Parque Monte Líbano. A organização do evento prevê que 55 mil pessoas assistam ao cortejo nas ruas da Cidade, além dos 2 mil voluntários que atuam na organização do evento ao longo do trajeto, como apoiadores. A coordenação geral da Entrada dos Palmitos é do diretor de Assuntos Culturais e Folclóricos da Associação Pró-Festa do Divino, Antônio Lúcio de Lima. À frente da coordenação dos Carros de Boi está Josemir Ferraz Campos, que conta com o apoio de José Benedito Lemos e Glauco Ricciele, além de outros coordenadores, como Márcia Andere, que faz o trabalho junto às escolas que participam do cortejo, dentre outros setores.

De acordo com Glauco, a Entrada dos Palmitos é um evento característico de Mogi das Cruzes. “É uma forma de agradecimento ao Espírito Santo pelas boas colheitas e pelos bons frutos colhidos. Também essa festa veio de uma origem portuguesa, onde remete-se as antigas festas que são as maias europeias, também referente às colheitas na Europa. Os portugueses trouxeram essa festa, que já era realizada na Europa para o Brasil, mas só em Mogi é realizado o cortejo”, explica ele. Já o nome, de acordo com ele, é em alusão ao fruto, o palmito, alimento nobre de grande abundância na Mata Atlântica. “Geralmente, o ‘caipira’ o come em conserva. E a folha também lembra a Palmeira, o que recorda a entrada de Jesus em Jerusalém. Os ramos colocados nos postes da Cidade têm esse simbolismo, de coroar a entrada de Jesus, acolhido pelo povo”, diz.

A participação dos grupos folclóricos também é um atrativo da Entrada dos Palmitos. Neste ano os que vão participar são:

Congada São Benedito do Conjunto Santo Ângelo, Congada de Santa Efigênia, Moçambique São Benedito / S. B. Jesus/Nossa Senhora do Rosário, Congada Batalhão Nossa Sehora Aparecida, Congada Divino Espírito Santo, Moçambique Capela de Santa Cruz, Congada/Marujada Nossa Senhora do Rosário, Congada/São Benedito Coração de César e Congada Batalhão Nossa Senhora Aparecida. O bandeireiro abre o cortejo.

Após o fim do cortejo, é servido gratuitamente o “Afogado do Povo”, na Quermesse, no Bairro do Mogilar, no Centro Municipal Integrado “Deputado Maurício Nagib Najar”.

Percurso

O trajeto para este ano será mantido em relação a 2016 e as interdições totais das vias do Centro acontecerão a partir das 8 horas. Após descer a rua Doutor Ricardo Vilela e percorrer a rua Doutor Deodato Wertheimer, os participantes entrarão pela rua Doutor Paulo Frontin até chegar à Catedral de Santana. Com isso, o trânsito de veículos pela rua José Bonifácio será mantido, o que não acontecia em anos anteriores.

Texto: Maria Salas / AlexMar Assessoria de Comunicação 

Artesãos e artistas mostram seus trabalhos na Festa do Divino

01.06.17 - 17:21 | Notícias

unnamed (4)Alguns são de primeira viagem. Outros mais experientes, mas todos têm um objetivo em comum: expor seu trabalho e cativar a clientela que visita a tenda cultural da Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes. No total, 50 profissionais (35 artesãos e 15 artistas plásticos) mostram e comercializam os seus mais variados produtos no espaço, localizado na Quermesse, próximo à entrada. Todos são ligados à Secretaria Municipal de Cultura, que participa da programação do evento por meio da mostra Denerjânio Tavares de Lyra, em sua 25ª edição, e do projeto Oficina Divineira, promovida há 9 anos. As peças que compõem o espaço têm temática religiosa, a sua maioria, contudo, relacionada ao Divino Espírito Santo. Além disso, segundo explica a diretora de Fomento da Secretaria de Cultura, Teresa Christina Vaz, todos os produtos têm de 60% a 80% de sua produção elaborada de forma manual: “Tudo é confeccionado por eles, às vezes, são artigos similares, mas com a sua composição diferente. A maioria dos expositores é formada por mulher”.

Há mandalas, broches, pingentes, pulseiras, oratórios, estandartes, bandeiras, camisetas, ponteiras de mastro, esplendores, agendas, cadernetas, caminho de mesa, terços, chaveiros, caixas e até produtos em porcelana. Os quadros da exposição também estão à venda. Os preços dos artigos na Oficina Divineira variam de R$ 2,00 (chaveiro e imã de geladeira) a R$ 1,2 mil (quadros).

A artesã Divanilda Vieira tem 75 anos. Há 20 anos ela se dedica aos trabalhos manuais e há 7 participa do projeto expondo peças feitas artesanalmente “pelas próprias mãos”. “Temos mandalas em MDF com textura, de CD com fuxico, de pedraria e de palha de milho. Também há anjos de diversos tamanhos e feitos de bucha vegetal, terço com fibra de bananeira. É muito gratificante estar aqui”, ressalta.

A quermesse da Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes funciona no Centro Municipal Integrado (CMI) “Deputado Maurício Nagib Najar”, no bairro Mogilar, a partir das 18h30. No fim de semana, o horário de abertura é às 14 horas.

A gaúcha Mara Leão, que há 3 anos participa do projeto, utiliza a técnica patch apliquê em suas peças, que consiste na combinação de tecidos para decorar e valorizar os produtos. Ele comercializa bandeiras do Divino, nécessaire normal e térmica, caminho de mesa, almofada e guirlandas confeccionadas em feltro. “Para mim, estar aqui é uma oportunidade fantástica. A energia é boa, sem falar que é uma chance de expormos os nossos trabalhos para pessoas dos mais variados municípios, como Guararema, Jacareí e da própria região”, diz ela.

Dentre as mais “antigas” está a artista plástica Ana MarB, a única remanescente da época em que se iniciou a mostra Denerjânio Tavares de Lyra, composta somente de telas com a imagem do Divino. “É uma honra estar aqui. Essa é a minha forma de homenagear esse grande artista. Acredito que o artista deve estar no meio do povo, independentemente de religião”, frisa ela, que, além dos quadros está comercializando peças em porcelana, como caneca e enfeites, com a temática de bandeiras “para abrir o caminho”.

A quermesse da Festa do Divino começa a funcionar a partir das 18h30. No fim de semana, o horário de abertura é às 14 horas.

Texto: Maria Salas / AlexMar Assessoria de Comunicação 

Marcos & Bueno é uma das atrações na Quermesse nesta noite

31.05.17 - 17:19 | Notícias

unnamed

A dupla sertaneja Marcos & Bueno é uma das atrações desta quarta-feira (31/05), no palco da Quermesse da Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes. A Quermesse está localizada no Centro Municipal Integrado (CMI) “Deputado Maurício Nagib Najar”, com entrada pela Avenida Cívica, no Mogilar.

Marcos & Bueno irão se apresentar às 21h30, com a sua banda, para interpretar as canções das músicas do CD “Pronto Para Amar”: “Minha inspiração”, “Seu jeito”, “Motivos para sonhar”, “Vem me amar” e muitas outras canções que já são conhecidas pelos mogianos e moradores de toda a região do Alto Tietê.

Até o dia 4 de junho, último dia da Festa do Divino, os shows animam a Quermesse, que conta, ainda, com apresentação de um grupo folclórico diferente a cada noite. (Confira a programação no quadro). A coordenação dos shows na Quermesse é feita pelo ex-festeiro Gérson Barros, que é quem se encarrega de comandar o cerimonial de apresentação ao lado de José Reinaldo.

Além da dupla sertaneja, às 19h30, a Congada São Benedito Coração de César faz a sua apresentação, seguida de Fausto, Chiquinho e Dênis, que sobem ao palco a partir das 20h15.

A área da Quermesse é composta de estandes de patrocinadores / expositores; palco; estandes para a comercialização de artigos religiosos; tenda cultural; Divina Rádio, bingo e caixa central, base da Polícia Militar, coordenação e posto de saúde. As barracas de 23 entidades e paróquias, que possuem projetos beneficentes, integram a Quermesse na parte de alimentação e bebida, onde são comercializados os quitutes como o churrasco de linguiça, o churrasco grego, pastel, dentre outros, ou as saborosas frutas do amor que o público tanto gosta, além dos doces e salgados típicos e o afogado e caldos. Além de toda essa estrutura, há uma área destinada para a diversão da criançada, no parquinho.

O acesso para a Quermesse é pela Avenida Cívica. Para quem for de carro, há estacionamento, com valor de R$ 12,00. O local conta também com uma saída de emergência pela Avenida Professor Carlos Ferreira Lopes.

QUADRO

 

Programação de shows no palco da Quermesse

 

31 de maio – Quarta-feira

19h30 às 20h00 – Congada São Benedito Coração de César

20h15 às 21h15 – Fausto, Chiquinho e Dênis

21h30 às 22h30 – Marcos & Bueno

 

1 de junho – Quinta-feira

19h30 às 20h00 – Congada Batalhão Nossa Senhora Aparecida

20h15 às 21h15 – Banda The Camaleão

21h30 às 22h30 – Elder e Elton e Banda

 

2 de junho – Sexta-feira

19h00 às 20h00 – Fernanda Camargo e Banda

20h15 às 21h15 – Victor e Viola

21h30 às 22h30 – Victor e Reno e Banda

22h45 às 23h45 – Douglas Mauro e Banda

 

3 de junho – Sábado

15h00 às 17h00 – Missa Campal com padre Wally

18h15 às 19h15 – Banda Padre Wally

19h30 às 20h00 – Dança Country Show

20h15 às 21h15 – Jyou Guerra e Banda

21h30 às 22h30 – Luís Cláudio e Igor Félix e Banda

22h45 às 23h45 – Banda Stakeholder

 

4 de junho – Domingo

18h00 às 19h00 – Miller Gomes e Banda Tributo à Nossa Senhora

19h15 às 19h45 – Banda Safras

20h00 às 21h15 – Willian Couto e Adriano e Banda

21h30 às 22h45 – Banda Band it!

Fonte: Associação Pró-Festa do Divino 

 

Texto: Maria Salas / AlexMar Assessoria de Comunicação 

Entrada dos Palmitos recebe inscrições de cavaleiros, muladeiros, charreteiros e carroceiros

31.05.17 - 17:13 | Notícias

20160514_100256A Entrada dos Palmitos, um dos momentos mais aguardados da Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes, já está com as inscrições abertas para cavaleiros, muladeiros, charreteiros e carroceiros interessados em participar do cortejo, que ocorrerá neste sábado (03/06), a partir das 9 horas. Todos interessados devem se inscrever até esta sexta-feira (02/06).

A concentração dos participantes está marcada para as 8 horas, em frente à Capela de Santa Cruz, na Rua Dr. Ricardo Vilela, altura do nº 1.200, no Parque Monte Líbano. A organização do evento prevê que 55 mil pessoas assistam ao cortejo nas ruas da Cidade.

O diretor de Assuntos Culturais e Folclóricos da Associação Pró-Festa do Divino, Antônio Lúcio de Lima, explica que neste ano a organização da Entrada dos Palmitos pede que os proprietários de animais equinos (cavalos), muares (mulas) e asininos (asnos, burros e jumentos) deverão apresentar atestados de vacina do animal que irá usar no cortejo, contra influenza, anemia equina e mormo. “Sem os atestados, a inscrição não será autorizada”, afirma.

A inscrição é gratuita e deve ser feita, das 18 às 22 horas, no estande do carro de boi, que fica ao lado do estande da TV Diário, na Quermesse (Centro Municipal Integrado (CIM) “Deputado Maurício Nagib Najar”, com acesso pela Avenida Cívica, s/nº).

Além desse cuidado com as vacinas, o diretor de Assuntos Culturais e Folclóricos da Associação Pró-Divino esclarece que os participantes do cortejo não podem portar esporas, chicotes ou outro objeto que possa vir a maltratar o animal. “Haverá barreira no início da Entrada dos Palmitos com veterinário que observará as condições gerais do animal”, diz ele.

Os animais que vierem embarcados deverão estar acompanhados da Guia de Trânsito Animal (GTA) e a participação de búfalos e bois de montaria somente será permitida com cabresto sem o uso de argola no focinho.

A participação dos cavaleiros, muladeiros, charreteiros e carroceiros será permitida mediante à inscrição prévia, em grupos de, no mínimo, cinco integrantes, com um responsável. “No caso de carroceiros e charreteiros, o responsável deverá inscrever todos os participantes que forem sair no veículo (charrete ou carroça). Para essas duas categorias não se aplica a regra de inscrição em grupo”, orienta Antônio Lúcio.

Ao se inscrever, o responsável pelo grupo ou pela charrete ou carroça receberá um kit de identificação para todos os integrantes deste grupo, com lenço do Divino e crachá adesivo, que deve ser usado durante a Entrada os Palmitos.

Cerca de duas mil pessoas atuam na organização do evento ao longo do seu cortejo, como apoiadores.

 

Texto: Maria Salas / AlexMar Assessoria de Comunicação 

Pacientes da Santa Casa de Mogi estão nas orações dos festeiros do Divino

30.05.17 - 16:49 | Notícias

Santa Casa 3

Os festeiros e capitães de mastro da Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes dedicaram as suas orações aos pacientes da Santa de Misericórdia da Cidade. Nesta terça-feira (30/05), logo nas primeiras horas da manhã, o quarto dia de Alvorada teve como destino o hospital, localizado na área central do Município. Centenas de devotos, entre cânticos e orações, direcionaram as suas rezas aos doentes que se encontram internados na Santa Casa. Ao passar pelo hospital, o bispo diocesano, dom Pedro Luiz Stringhini, solicitou aos fiéis que parassem no local para a reza da oração dos doentes. Depois todos seguiram para o Salão Paroquial da Catedral de Sant´Anna, para o tradicional café.

Já à tarde, os casais João Pedro dos Santos Oliveira e Marcia Regina Pauletti Oliveira e Sérgio Paschoal Gomes e Nilde Cristina de Lima Gomes, respectivamente festeiros e capitães de mastro, voltaram ao hospital, mas com as suas bandeiras – símbolo de grande representatividade na Festa do Divino – para a tradicional “Visita das Bandeiras”. Um momento de muita emoção para os enfermos que se encontram hospitalizados nessa unidade de saúde e dos funcionários do local. Acompanhados por um grupo de voluntárias da Associação de Voluntários da Santa Casa de Mogi das Cruzes (AVOSC), presidida por Mirian Nogueira do Valle, e do padre Rogério de Oliveira, um dos assessores eclesiásticos da festividade religiosa e folclórica, eles percorreram os três andares do hospital, como UTI Neonatal, o Pronto Atendimento e Pronto Socorro, Ortopedia, Qualidade, Unidade de Terapia Intensiva (UTI), até chegar à capela da Santa Casa. O padre abençoou os pacientes, pedindo pela pronta recuperação das pessoas internadas.

Para elas, a presença dos festeiros e dos capitães de mastro tem uma grande importância espiritual. “É a presença de Deus entre eles. Um momento de amor e fé”, destaca Mirian, que há 40 anos atua no hospital e desde então sempre presenciou essa visita durante a Festa do Divino.

Para os capitães de mastro, a visita ao hospital foi uma experiência bem emocionante: “Essa é uma maneira de passarmos conforto aos pacientes e para que eles tenham fé no Divino”. A festeira Marcia, por sua vez, que faz essa visita pela segunda vez – a primeira foi em 2013 quando ela e o marido foram capitães de mastro -, diz que levar alento a essas pessoas é muito bom, ainda mais em um momento em que eles se encontram frágeis. “Nós ficamos tristes com algumas situações, mas logo nos reconfortamos quando vemos as mães com os seus recém-nascidos no colo”, enfatiza.

Nesta quarta-feira (31/05), é a vez do Instituto Anna de Moura, no Jardim Aeroporto III, receber a visita dos festeiros e capitães de mastro, às 14h30. A visita ao Hospital Santana será na quinta-feira (01/06), também às 14h30, e no dia 2 de junho, às 10 horas, eles irão até a Casa São Vicente de Paulo.

A Festa do Divino prossegue até o dia 4 de junho, sob o tema “Divino Espírito Santo, guiai nosso caminho na fé e na unidade”.

 

Texto e fotos: Maria Salas / AlexMar Assessoria de Comunicação 

próxima »

^ topo

Associação Pró-Festa do Divino Espírito Santo
Av. Francisco Rodrigues Filho, 1232 • CEP 08773-380 • Mogilar • Mogi das Cruzes • SP
Telefone/Fax: (11) 4790-6835 • contato@festadodivino.org.br

Fale Conosco | Créditos | Condições de Uso