Associação Pró-Festa do Divino apresenta balanço da Festa deste ano

27.06.16 - 10:07 | Notícias

Foto: Maria SalasA Associação Pró-Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes e a Diocese de Mogi das Cruzes apresentaram na tarde desta terça-feira (21) aprestação de contas da Festa do Divino 2016, em coletiva de Imprensa, na Mitra Diocesana, no Centro da Cidade. A receita total foi de R$ 2.339.881,46 e as despesas foram R$ 790.673,85. O repasse para as 23 entidades que participaram da Quermesse, além da Associação Pró-Divino e a própria Mitra, foi de R$ 1.549.207,62. Na edição do ano passado, o valor arrecadado foi R$ 2,019,242.95, dos quais R$ 686,566.08 foram despesas e R$ 1,332,676.87 foram repassados às entidades beneficentes (veja quadro).

 

RECEITAS  R$
 1. Bingos Mensais 39.013,19
 2. Jantar Dançante Clube de Campo 25.860,00
 3. Rezadeiras 26.273,55
 4. Império 15.343,40
 5. Contribuição dos padrinhos 11.896,00
 6. Folia 800,00
 7. Patrocínios 227.808,99
 8. Doações 38.976,57
385.971,70
RECEITAS DA QUERMESSE
 9. Ambulantes 9.800,00
 10. Parque de Diversões 50.000,00
 11. Estacionamento 24.500,00
 12. Tesouraria Caixa Central 1.869.609,76
1.953.909,76
(+) RECEITA  TOTAL 2.339.881,46
DESPESAS
(-) TOTAL DAS DESPESAS 790.673,85
REPASSE PARA AS ENTIDADES
REPASSE (-) 1.549.207,62

Associação Pró-Festa do Divino apresenta balanço da Festa deste ano

21.06.16 - 20:18 | Notícias

A receita total foi de R$ 2.339.881,46 e as despesas foram R$ 790.673,85. O repasse para as 23 entidades que participaram da Quermesse, além da Associação Pró-Divino e a própria Mitra, foi de R$ 1.549.207,62

         A Associação Pró-Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes e a Diocese de Mogi das Cruzes apresentaram na tarde desta terça-feira (21) a prestação de contas da Festa do Divino 2016, em coletiva de Imprensa, na Mitra Diocesana, no Centro da Cidade. A receita total foi de R$ 2.339.881,46 e as despesas foram R$ 790.673,85. O repasse para as 23 entidades que participaram da Quermesse, além da Associação Pró-Divino e a própria Mitra, foi de R$ 1.549.207,62. Na edição do ano passado, o valor arrecadado foi R$ 2,019,242.95, dos quais R$ 686,566.08 foram despesas e R$ 1,332,676.87 foram repassados às entidades beneficentes (veja quadro). Estes dados e outros relacionados à festividade foram apresentados pelo festeiro desta edição, Sérgio Braz, ao lado de sua esposa, Mônica.      Participaram da reunião, comandada pelo bispo diocesano, dom Pedro Luiz Stringhini; o padre Thiago Cosmo, assessor eclesiástico da festa; os capitães de mastro Ciro e Helena Fujii; os festeiros de 2017, João Pedro dos Santos Oliveira e Márcia Regina Pauletti Oliveira; o presidente e o tesoureiro da Associação, respectivamente, Josmar Cassola Silva e José Carlos Nunes Júnior; o diretor de Marketing, Gerson Barros; Antônio José Mercado Martins, da Diocese; e o padre Cláudio Antonio Delfino, pároco da Catedral de Sant´Anna e que vai assumir o posto, ocupado por três anos, pelo padre Thiago, cuidando das áreas institucionais e pastorais da festa. O padre Thiago viaja para Roma, no dia 22 de agosto, onde permanecerá de dois a três anos para cursar o seu mestrado e doutorado em Filosofia, na Universidade Gregoriana de Roma.

O bispo diocesano ressaltou que os resultados mostrados foram muito mais favoráveis do que no ano passado, apesar da crise econômica, e que isso é importante porque beneficia as entidades do Município: “Com essa arrecadação, elas recebem fôlego e incentivo para continuar os seus trabalhos beneficentes. Traz um incentivo”.

Já o padre Thiago lembrou que, ao fazer a prestação de contas, se conclui um ciclo e já se inicia outro, o da festa de 2017. “Cada vez mais a comunidade tem participado muito da festa, na manifestação religiosa e cultural e na parte caritativa da festa, na quermesse, onde o povo expressa a sua fé por meio da caridade, que está acima de tudo e isso é bem positivo para a festa”.

O festeiro da próxima edição, João Pedro, disse que o principal desafio vai ser manter a unidade proporcionada na festa deste ano. “A Festa do Divino tomou um padrão alto, que só precisa ser lapidado. Vamos fazer os ajustes necessários para manter essa harmonia conquistada neste ano”. A festeira Márcia, por sua vez, revelou que a temática da festa de 2017 vai ser em torno da unidade. “A festa de 2016 deu tão certo, e a nossa responsabilidade só aumenta. E nesse clima estamos pensando na união para a nossa temática, mantendo essa sintonia entre a Mitra e a Associação Pró-Divino”, comentou Márcia.

Na próxima segunda-feira, dia 27, às 20 horas, o padre Thiago Cosmo celebra a sua última missa na Capela do Divino, antes de viajar para Roma. O padre Cláudio Delfino, que passará a presidir as missas na Capela, também estará presente.

Em 2017, a Festa do Divino será realizada de 25 de maio a 4 de junho.

 

Entidades beneficiadas

 

Entidade

Barraca

Repasse (R$)

Associação Pró-Festa do Divino

Afogado

137.502,00

Instituto Pró+Vida

Bebidas

176.959,24

Apae

Buraco quente

31.076,30

Associação Pró-Festa do Divino

Café caipira

21.025,50

Paróquia Cristo Rei

Caixa

23.000,00

Associação Pró-Festa do Divino

Caldos

12.307,50

Catequese Especial

Choconhaque

13.049,41

Associação Pró-Festa do Divino

Churrasco

78.987,00

ARCAT

Churrasco grego

61.244,74

Cáritas Diocesana

Crepe

27.281,25

Associação Pró-Festa do Divino

Doces e salgados

114.401,25

Associação Pró-Festa do Divino

Espetinho

21.167,25

Comunidade São Vicente de Paula

Fogazza

22.106,00

Servidores do Hospital Municipal

Frango à Basilicata

18.641,32

Comunidade São Francisco de Assis

Frutas do amor

75.359,41

Paróquia São Benedito

Frutas do amor

68.657,30

Abomoras

Hambúrguer

23.061,05

Associação Nova União

Hot Dog

23.415,00

Associação Pró-Festa do Divino

Lembranças

4.185,00

Oficina Divineira

Lembranças

30.766,50

Comunidade Nossa Senhora de Guadalupe

Lanche de linguiça

95.486,80

Paróquia Santa Rita e Nossa Senhora do Socorro

Milho

22.001,41

Comunidade Nossa Senhora de Fátima e Santa Rita

Pastel

40.507,19

Rosa Mística

Lanche de pernil

38.218,74

Instituto Pró+Vida

Pizza

22.137,40

Apafi

Sucos e vitaminas

26.155,50

Núcleo Aprendiz do Futuro

Tapioca

14.647,68

Pastoral da Criança

Tempurá

50.324,25

Casa da Criança Irmã Salvadora

Yakissoba

75.553,38

Mitra Diocesana

179.982,25

Total

1.549.207,62

 

 

Os números da Festa do Divino 

 

* Rezadeiras e rezadores visitaram 2 mil casas e rezaram para aproximadamente 33 mil pessoas

* Voluntários: 3 mil pessoas

* Novenas: 8 mil devotos participaram das missas

* Entrada dos Palmitos: 40 mil pessoas

* Subimpérios: Mais de 70 escolas, creches, estabelecimentos comerciais e órgãos públicos

* Alvorada: 15 mil fiéis participaram das 9 alvoradas

* Procissão de Pentecostes: 10 mil devotos

* Afogado do Povo: 6 mil pratos foram distribuídos gratuitamente à população

* Ao todo, 400 mil pessoas participaram nos mais de 60 eventos que aconteceram durante a preparação e os 11 dias de festa

 

Fonte: AlexMar Assessoria de Comunicação 

 

Associação Pró-Divino realiza chá-bingo neste sábado

03.06.16 - 10:43 | Notícias

Evento visa angariar fundos para a obra de melhorias da entidade, localizada no Mogilar

A Associação Pró-Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes promove um chá-bingo, neste sábado (4), às 15 horas, na sede da entidade, no Bairro do Mogilar. Será uma tarde de descontração entre devotos do Espírito Santo. A verba arrecadada com o evento será revertida para a continuação da obra de revitalização, pela qual passa a sede, desde o mês de março.

O presidente da Pró-Divino, Josmar Cassola Silva, explica que, na oportunidade será feita a apresentação dos casais de festeiros João Pedro dos Santos Oliveira e Márcia Regina Pauletti Oliveira e capitães de mastro Sérgio Paschoal Gomes e Nilde de Lima Gomes, já anunciados no Dia de Corpus Christi (26 de maio) pelo bispo diocesano de Mogi, dom Pedro Luiz Stringhini, na Catedral de Santana. Eles vão comandar a festividade religiosa e folclórica que já tem data para a sua realização: de 25 de maio a 4 de junho de 2017. Também haverá uma bênção e na sequência começam as rodadas de bingo. “Será nos mesmos moldes das novenas [promovidas mensalmente no período pré-festa], mas não faremos a Coroa do Divino”, adianta Josmar. A primeira Coroa do Divino ocorrerá no mês de agosto.

As obras na sede da Associação foram iniciadas em 1º de março. A princípio, elas se concentraram na área frontal do terreno, onde foi construído um galpão de estoque, com pavimento, em uma área de 200 m². A área total do terreno é de 750 m². “O espaço construído é para melhor acomodar os equipamentos usados na festa toda, desde os artigos do Império, até o Caixa Central [da Quermesse], fogões, chapas, etc, ou seja, para armazenar tudo de uma maneira mais organizada”, comenta o presidente da Associação. O investimento foi de R$ 90 mil e a construção ficou pronta em menos de dois meses. Agora, será feito um segundo galpão, a revitalização da entrada à sede e um muro para separar a entidade da Associação Atlética Comercial, vizinha da Pró-Divino.

 

Próximo passo

O próximo passo da diretoria da Associação Pró-Divino é apresentar a prestação de contas da Festa do Divino de 2016, realizada entre os dias 5 e 15 de maio. A expectativa é que ela tenha superado a arrecadação do ano passado. “Estamos trabalhando com os diretores e coordenadores para mostrar esses dados no dia 21 deste mês, às 16 horas, Mitra Diocesana. O que adianto é que a renda bruta melhorou em 17,5% ”, revela Josmar.

Posteriormente, no dia 28 de junho, segundo Josmar, será feita uma reunião de avaliação com as entidades que participaram da Quermesse neste ano. Também vai ser realizada uma tarde de agradecimento, em agosto, aos patrocinadores que apoiaram a Festa do Divino de 2016 e com futuros [possíveis] patrocinadores.

A Pró-Divino está localizada na Avenida Francisco Rodrigues Filho, 1.232, Mogilar. Haverá estacionamento gratuito no Tiro de Guerra para o chá-bingo deste sábado. Mais informações: 4790-6835.

 

Fonte: AlexMar Assessoria de Comunicação 

Bispo anuncia festeiros e capitães de mastro da Festa do Divino de 2017

26.05.16 - 23:01 | Notícias

Tradição

 

A Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes de 2017 já tem os novos casais que irão estar à frente da edição do ano que vem. Festeiros e capitães de mastro foram anunciados pelo bispo da Diocese de Mogi, dom Pedro Luiz Stringhini, na manhã desta quinta-feira (26), antes de a Santa Missa de Corpus Christi começar, às 9 horas, na Catedral de Santana.

Caberá ao gerente comercial João Pedro dos Santos Oliveira, de 53 anos, e a sua esposa, a funcionária pública aposentada Márcia Regina Pauletti Oliveira, de 54, assumirem o posto de festeiros. Já o casal de capitão de mastro será o analista financeiro Sérgio Paschoal Gomes, de 54, e à escrevente Nilde de Lima Gomes, de 54.

Ligados à Paróquia Sagrado Coração de Jesus, no Alto do Ipiranga, João Pedro e Márcia são pais de Maria Fernanda e Ana Flávia. Sensibilizados com a grande missão de comandar a Festa do Divino em 2017, eles acreditam que o grande desafio é manter a simplicidade e harmonia registradas na festa deste ano. Em 2013, eles foram os capitães de mastro da festa, que teve como festeiros José Carlos Nunes Júnior e Lilian Nunes. “Não tem como dizer ‘não’ a esse chamado de fé. Sabemos do trabalho que teremos pela frente, mas contamos com o apoio da Associação Pró-Festa, dos devotos e amigos. Pedimos que todos rezem por nós”, afirmam eles, lembrando que o padre Thiago Cosmo, assessor eclesiástico da Festa do Divino, foi à casa deles, na quinta-feira da semana passada, para lhe fazer o convite.

A Festa do Divino também não é novidade para os novos capitães de mastro, Sérgio e Nilde, que pertencem à Catedral de Santana e residem no Parque Monte Líbano. Desde 2009, eles atuam como voluntários nos nove dias do Café da Alvorada. Eles são pais de Juliana e Rodrigo. “Quando recebemos o convite, quase ‘caímos duros’. Sempre auxiliamos no café, e antes disso, participávamos das Alvoradas, mas nunca pensávamos em estar à frente da festividade, ao lado dos festeiros. “Esperamos poder colaborar com tudo para que a festa continue sendo sucesso e tão boa como foi neste ano. Ainda estamos apreensivos, e assumir esse desafio é muito grandioso, uma grande missão. A cada ano que passa, fortalecemos mais a nossa fé e é isso que move e torna essa festa tão importante para a Cidade”, comentaram.

O primeiro compromisso deles já como festeiros e capitães de mastro será participar da Santa Missa no próximo dia 30, às 20 horas, na Capela do Divino [atrás da Catedral], no Centro de Mogi. Toda última segunda-feira de cada mês ocorre a celebração no espaço, como forma de unir ainda mais os devotos do Espírito Santo. Depois, já no mês de agosto, tem início as rezas da Coroa do Divino, na Associação Pró-Festa, no Bairro do Mogilar, sempre a partir das 15 horas, seguidas de chá-bingo. Até um mês antes do início da festividade religiosa e folclórica, são realizadas nove Coroas, como forma de preparar mais uma Festa do Divino.

 

Fonte: AlexMar Assessoria de Comunicação

Entidades e paróquias são beneficiadas com a Quermesse do Divino

13.05.16 - 8:12 | Notícias

A presença delas configura o lado caritativo da festividade religiosa e folclórica de Mogi das Cruzes, segundo o padre Thiago Cosmo

A Quermesse da Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes, localizada no Centro Municipal Integral (CMI) “Deputado Maurício Nagib Najar”, no Mogilar, colabora com 22 entidades e paróquias que possuem projetos beneficentes em Mogi das Cruzes. São elas as responsáveis por vender os quitutes, como o churrasco de linguiça, o churrasco grego, pastel, dentre outros, ou as saborosas frutas do amor que o público tanto gosta. A, ainda, prato novo no cardápio: o Frango à Basilicata (confira no quadro quais são). Além dessas 22 barracas, há mais quatro da Associação Pró-Festa do Divino, que vendem doces e salgados, afogado e caldos, churrasco e o café caipira.

O padre Thiago Cosmo, assessor eclesiástico da Festa do Divino, explica a importância da participação das entidades na Quermesse e para a festividade: “A presença delas compõe e configura o lado caritativo da Festa do Divino. É a fé que se traduz na caridade, no auxílio às pessoas mais necessitadas. Para essas entidades, a festa significa um grande apoio, pois boa parte delas, conta com esse auxílio para manter as suas atividades ao longo do ano”. Segundo o religioso, a festa quer reforçar a importância dessa colaboração para com as entidades e ao mesmo tempo agradecer. “Elas dão um colorido todo especial à Quermesse. Os voluntários que atuam nessas barracas têm alegria e disposição em servir. É aquela felicidade em estar a serviço para outras pessoas. Isso é bom, porque todos são devotos do Divino e demonstram essa devoção por meio do seu sorriso, sua alegria”, comenta o padre, que às 18h30 vai até a Barraca do Afogado e Caldos para fazer uma reza, transmitida para toda a Quermesse por meio da Divina Rádio, e abençoar o início de mais uma jornada de trabalho.

A Associação de Amigos do Bairro do Jardim Nova União, presidida por Rosa Maria Antunes Cuba, participa há sete anos da Quermesse. Ela é a responsável pela venda do cachorro quente na festa. A entidade, fundada em 1984, presta assistência às famílias carentes, crianças e adolescentes do Jardim Nova União por meio de projetos sociais, além disso, mantém uma creche que atende 110 crianças, dos 0 a 5 anos. “Nós temos parcerias com a Prefeitura Municipal, no Projeto Canarinhos do Itapety; fazemos a distribuição de leite a 136 mamães e 77 idosos, por meio de programas do Governo do Estado. Eu só tenho a agradecer, pois o Divino me ajuda muito. Ele já fez maravilhas na nossa entidade, e fica difícil descrever. Ele é a nossa proteção, a nossa bênção. No ano passado, colocamos piso na Associação. Para este ano, queremos comprar aparelhos eletroeletrônicos, como DVD e som. Eu amo o que faço”, diz ela, há 33 anos à frente da entidade.

O voluntário Celso Reginaldo Reis, da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, na Vila Jundiaí, que cuida da parte de eventos, conta que a entidade está em sua 13ª participação na festa. Na barraca da entidade, é vendido pastel com os seguintes recheios: queijo, carne, frango, pizza, catupiry, banana com canela e Romeu e Julieta, ao preço de R$ 5,00. “A nossa comunidade tem obras sociais, além de realizar casamentos, aniversários e dar cestas básicas. Por meio do Cáritas, ajudamos 15 famílias carentes e promovemos bazar. Com o dinheiro da festa, construímos a nossa igreja, dividida em dois salões. Neste ano, queremos colocar piso no salão de festas inferior. Se não tivéssemos a ajuda do Divino, apesar de contarmos sempre com a ajuda da comunidade, não teríamos condições de estarmos com a igreja nas condições que ela se encontra. Mas não estamos aqui somente pelo dinheiro, estamos porque somos devotos e porque se trata de uma festa religiosa”, finaliza Celso.

De acordo com a Associação Pró-Festa do Divino, do total arrecadado, 75% fica para as entidades e os 25% que sobram são destinados para pagar os custos da estrutura da festa.

Nesta sexta-feira (13), a Quermesse abre às 18h30, já no sábado (14) e domingo (15), a partir das 14 horas. Estes serão os últimos dias para curtir a quermesse, onde também há shows com música ao vivo e apresentação de grupos de Congada e Moçambique. A Festa do Divino prossegue até este domingo (15), Dia de Pentecostes.

Entidades e paróquias da Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes

Entidade Barraca
1. Paróquia Nossa Senhora de Fátima Pastel
2. Paróquia Santa Rita de Cássia Milho
3. Apae Buraco Quente
4. Abomoras Hambúrguer
5. Comunidade São Vicente de Paulo Fogazza
6. Apafi Sucos
7. Associação de Amigos do Bairro do Jardim Nova União Cachorro Quente
8. Voluntariado de Mogi das Cruzes Frango à Basilicata
9. Associação de Renais Crônicas do Alto Tietê
(Arcat)
Churrasco Grego
10. Comunidade Missionária Nossa Senhora de Rosa Mística Pernil
11. Comunidade São Francisco de Assis Frutas do Amor
12. Paróquia São Benedito de César de Souza Frutas do Amor
13. Cáritas Diocesana de Mogi das Cruzes Crepe
14. Casa da Criança Irmã Salvadora Yakissoba
15. Instituto Pró+Vida São Sebastião Pizza
16. Instituto Pró+Vida São Sebastião Bebidas
17. Núcleo Aprendiz do Futuro Tapioca
18. Pastoral da Criança Tempurá
19. Paróquia de Nossa Senhora de Guadalupe Linguiça
20. Pastoral Catequese Choconhaque
21. Catedral de Santana Bingo
22. Oficina Divineira Artesanato

Fonte: AlexMar Assessoria de Comunicação

Entidades e paróquias são beneficiadas com a Quermesse do Divino

A presença delas configura o lado caritativo da festividade religiosa e folclórica de Mogi das Cruzes, segundo o padre Thiago Cosmo

A Quermesse da Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes, localizada no Centro Municipal Integral (CMI) “Deputado Maurício Nagib Najar”, no Mogilar, colabora com 22 entidades e paróquias que possuem projetos beneficentes em Mogi das Cruzes. São elas as responsáveis por vender os quitutes, como o churrasco de linguiça, o churrasco grego, pastel, dentre outros, ou as saborosas frutas do amor que o público tanto gosta. A, ainda, prato novo no cardápio: o Frango à Basilicata (confira no quadro quais são). Além dessas 22 barracas, há mais quatro da Associação Pró-Festa do Divino, que vendem doces e salgados, afogado e caldos, churrasco e o café caipira.

O padre Thiago Cosmo, assessor eclesiástico da Festa do Divino, explica a importância da participação das entidades na Quermesse e para a festividade: “A presença delas compõe e configura o lado caritativo da Festa do Divino. É a fé que se traduz na caridade, no auxílio às pessoas mais necessitadas. Para essas entidades, a festa significa um grande apoio, pois boa parte delas, conta com esse auxílio para manter as suas atividades ao longo do ano”. Segundo o religioso, a festa quer reforçar a importância dessa colaboração para com as entidades e ao mesmo tempo agradecer. “Elas dão um colorido todo especial à Quermesse. Os voluntários que atuam nessas barracas têm alegria e disposição em servir. É aquela felicidade em estar a serviço para outras pessoas. Isso é bom, porque todos são devotos do Divino e demonstram essa devoção por meio do seu sorriso, sua alegria”, comenta o padre, que às 18h30 vai até a Barraca do Afogado e Caldos para fazer uma reza, transmitida para toda a Quermesse por meio da Divina Rádio, e abençoar o início de mais uma jornada de trabalho.

A Associação de Amigos do Bairro do Jardim Nova União, presidida por Rosa Maria Antunes Cuba, participa há sete anos da Quermesse. Ela é a responsável pela venda do cachorro quente na festa. A entidade, fundada em 1984, presta assistência às famílias carentes, crianças e adolescentes do Jardim Nova União por meio de projetos sociais, além disso, mantém uma creche que atende 110 crianças, dos 0 a 5 anos. “Nós temos parcerias com a Prefeitura Municipal, no Projeto Canarinhos do Itapety; fazemos a distribuição de leite a 136 mamães e 77 idosos, por meio de programas do Governo do Estado. Eu só tenho a agradecer, pois o Divino me ajuda muito. Ele já fez maravilhas na nossa entidade, e fica difícil descrever. Ele é a nossa proteção, a nossa bênção. No ano passado, colocamos piso na Associação. Para este ano, queremos comprar aparelhos eletroeletrônicos, como DVD e som. Eu amo o que faço”, diz ela, há 33 anos à frente da entidade.

O voluntário Celso Reginaldo Reis, da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, na Vila Jundiaí, que cuida da parte de eventos, conta que a entidade está em sua 13ª participação na festa. Na barraca da entidade, é vendido pastel com os seguintes recheios: queijo, carne, frango, pizza, catupiry, banana com canela e Romeu e Julieta, ao preço de R$ 5,00. “A nossa comunidade tem obras sociais, além de realizar casamentos, aniversários e dar cestas básicas. Por meio do Cáritas, ajudamos 15 famílias carentes e promovemos bazar. Com o dinheiro da festa, construímos a nossa igreja, dividida em dois salões. Neste ano, queremos colocar piso no salão de festas inferior. Se não tivéssemos a ajuda do Divino, apesar de contarmos sempre com a ajuda da comunidade, não teríamos condições de estarmos com a igreja nas condições que ela se encontra. Mas não estamos aqui somente pelo dinheiro, estamos porque somos devotos e porque se trata de uma festa religiosa”, finaliza Celso.

De acordo com a Associação Pró-Festa do Divino, do total arrecadado, 75% fica para as entidades e os 25% que sobram são destinados para pagar os custos da estrutura da festa.

Nesta sexta-feira (13), a Quermesse abre às 18h30, já no sábado (14) e domingo (15), a partir das 14 horas. Estes serão os últimos dias para curtir a quermesse, onde também há shows com música ao vivo e apresentação de grupos de Congada e Moçambique. A Festa do Divino prossegue até este domingo (15), Dia de Pentecostes.

Entidades e paróquias da Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes

Entidade Barraca
1. Paróquia Nossa Senhora de Fátima Pastel
2. Paróquia Santa Rita de Cássia Milho
3. Apae Buraco Quente
4. Abomoras Hambúrguer
5. Comunidade São Vicente de Paulo Fogazza
6. Apafi Sucos
7. Associação de Amigos do Bairro do Jardim Nova União Cachorro Quente
8. Voluntariado de Mogi das Cruzes Frango à Basilicata
9. Associação de Renais Crônicas do Alto Tietê
(Arcat)
Churrasco Grego
10. Comunidade Missionária Nossa Senhora de Rosa Mística Pernil
11. Comunidade São Francisco de Assis Frutas do Amor
12. Paróquia São Benedito de César de Souza Frutas do Amor
13. Cáritas Diocesana de Mogi das Cruzes Crepe
14. Casa da Criança Irmã Salvadora Yakissoba
15. Instituto Pró+Vida São Sebastião Pizza
16. Instituto Pró+Vida São Sebastião Bebidas
17. Núcleo Aprendiz do Futuro Tapioca
18. Pastoral da Criança Tempurá
19. Paróquia de Nossa Senhora de Guadalupe Linguiça
20. Pastoral Catequese Choconhaque
21. Catedral de Santana Bingo
22. Oficina Divineira Artesanato

Festeiros do Divino visitam o Hospital Santana

11.05.16 - 18:25 | Notícias

Com a proposta de levar oração, esperança e conforto aos enfermos do Hospital Santana, em Mogi das Cruzes, os festeiros da Festa do Divino Espírito Santo Sérgio Braz e Mônica de Sousa Mello e os capitães de mastro Ciro Fujii e Helena Kioko Mori Fujii fizeram a Visita das Bandeiras na unidade hospitalar, na tarde desta quarta-feira (11). Antes de iniciar o percurso pelas alas hospitalares, o padre Thiago Cosmo, assessor eclesiástico da Festa do Divino, abençoou o Subimpério do hospital.

Para o gestor executivo do hospital, Ruy Hernandes, ao receber o Divino Espírito Santo está se cumprindo uma tradição na unidade hospitalar. “Essa visita traz muita paz aos hospitalizados e seus familiares, pois ela transmite fé e os pacientes ficam mais esperançosos em relação à cura de suas enfermidades”, destaca.

Funcionários do Santana e devotos acompanharam os festeiros e capitães de mastro, fazendo orações e entoando cantos religiosos, além de fazer a reza da Coroa do Divino. Pelos corredores, os devotos foram guiados por Francisca Ferreira, que trabalha na área de apoio ao paciente, ao som do violonista Antônio Caracioli Ferreira. O advogado e terapeuta parapsicólogo Geraldo Tomaz Augusto integra o coral, composto por seus familiares, e diz que eles fazem um trabalho de levar conforto aos pacientes por meio da música há mais de 30 anos: “Todo o terceiro sábado do mês, às 9 horas, é rezada uma missa na capela do hospital. Essa religiosidade que há no hospital ajuda a fortalecer o lado espiritual do paciente, o que ajuda em sua recuperação”.

Emocionados, festeiros e capitães de mastro, ao lado do padre Thiago, ampararam os enfermos, dentre eles crianças, com mensagens de conforto, transmitindo muita fé. “A acolhida que o Hospital Santana faz ao Divino, à Festa, já é tradição. E essa é a nossa missão, a de levar conforto aos enfermos nos dias de festividade. O Divino Espírito Santo nos anima e concede saúda aos hospitalizados”, observa o padre.

A Festa do Divino prossegue até o dia 15 de maio, sob o tema “Divino Espírito Santo, derramai sobre as famílias a graça da misericórdia” e uma programação religiosa e folclórica, que pode ser conferida no site www.festadodivino.org.br ou no Facebook: www.facebook.com/festadodivinodemogidascruzes/

Fonte: AlexMar Assessoria de Comunicação 

 

Entrada dos Palmitos abre inscrições para cavaleiros

10.05.16 - 11:48 | Notícias

 

Carroceiros, charreteiros, muladeiros e cavaleiros interessados em participar da Entrada dos Palmitos, neste sábado (14), devem se inscrever na Quermesse da Festa do Divino, no Centro Municipal Integrado (CIM) “Deputado Maurício Nagib Najar”, na Avenida Cívica (s/nº). A inscrição é gratuita e pode ser feita das 18 às 22h30, na barraca da Divina Lembrança.

O diretor cultural da Associação Pró-Festa do Divino, Antonio Lúcio de Lima, coordenador da Entrada dos Palmitos, explica como deve ser feita a inscrição. “Os cavaleiros e muladeiros se inscrevem em equipe, composta por cinco pessoas, mas só precisa vir o responsável. Já para os charreteiros e carroceiros devem vir o condutor e o passageiro, se tiver. É anotado no verso da inscrição o nome e o RG do acompanhante”, diz o coordenador.

 

No ato da inscrição, todos irão receber o “kit cavaleiro”: um lenço e o número de identificação, que deve usado durante a Entrada os Palmitos. Antonio Lúcio observa que o participante será orientado sobre o consumo de qualquer tipo de bebida alcoólica, antes ou durante o cortejo.

Este ano será o primeiro que Antonio Lúcio, que responde pela diretoria cultural da Associação, estará à frente da coordenação da Entrada dos Palmitos. Até o ano passado, quem cuidava disso era Josemir Ferraz Campos, que deixa o posto, mas que está passando todas as coordenadas a Antonio Lúcio, que sempre atuou como voluntário no cortejo.

“Por ser a primeira vez à frente da organização, a ansiedade bate a mil, mas está tudo organizado. Nesta quarta-feira (11), teremos a reunião com o grupo de voluntários que vai atuar no trajeto. A equipe é muito boa”, analisa.

 

Segundo ele, já na sexta-feira (13), as escolas começam a enfeitar os carros de boi, que devem chegar por volta das 14 horas. Neste ano, a expectativa do coordenador é que participem: 100 bois com 23 carros de bois, vindos de Santa Isabel e Salesópolis. Alguns também vêm de Mogi das Cruzes.

Mais informações podem ser obtidas na Associação Pró-Festa do Divino: (11) 4790-6835.

 

Fonte: AlexMar Assessoria de Comunicação

 

Festeiros e capitães visitam os enfermos da Santa Casa de Mogi

09.05.16 - 11:48 | Notícias

Visita das Bandeiras é uma tradição da Festa do Divino, que fortalece a fé de pacientes e devotos

Pacientes da Santa Casa de Misericórdia de Mogi das Cruzes receberam a visita dos festeiros e capitães de mastro da Festa do Divino Espírito Santo, na tarde desta segunda-feira (9). O momento é mais uma das tradições da festividade religiosa e cultural, que é mantida até os dias de hoje, e um dos muitos compromissos que festeiros e capitães tem durante os dias de festa.

O padre Thiago Cosmo, assessor eclesiástico da Festa do Divino, acompanhou os festeiros Sérgio Braz e Mônica de Sousa Mello e os capitães de mastro Ciro e Helena Kioko Mori Fujii. A recepção ficou por conta das voluntárias da Associação de Voluntários da Santa Casa de Mogi das Cruzes (AVOSC), presidida por Mirian Nogueira do Valle, que entoavam cânticos religiosos pelas alas hospitalares, anunciando a presença dos festeiros e capitães comas as suas respectivas Bandeiras.

Segundo o padre, esse é um momento muito forte, de esperança, que a Festa do Divino leva aos enfermos e pessoas mais necessitadas: “A doença na vida de uma pessoa é um momento muito delicado e difícil. O melhor que podemos oferecer é o consolo, a esperança e a presença amiga que o Divino Espírito Santo pode nos ajudar. A visita fortalece a fé das pessoas que recebem e visita e fortalece a fé de quem faz a visita”.

Emocionada, a festeira Mônica diz que a visita tem a parte feliz, na ala que estão as mães e seus bebês recém-nascidos, e há também a parte triste, que são as pessoas que estão bem doentes, na UTI. “Mas o mais importante, de todos que aceitaram a receber a visita do Divino Espírito Santo, é que eles têm a esperança da cura”.

A capitã de mastro Helena conta que ouviu dos enfermos que estavam bem emocionados por receber a bandeira deles. “Para nós, no entanto, é muito mais emocionante, pois lidar com um doente pessoalmente é algo que mexe mesmo. Eles estão fragilizados, mas a fé os fortalece e nos deixa fortalecidos também. Nós nos achamos tão fracos, mas essas pessoas estão frágeis e a fé não as deixa desistir”.

Nesta terça-feira (10), às 14 horas, quem recebe a visita é o Instituto Ana de Moura, no Jardim Aeroporto III. Já na quarta-feira (11), é a vez dos pacientes do Hospital Santana, no Alto do Ipiranga, ganham a visita, às 14h30.

 

Fonte: AlexMar Assessoria de Comunicação 

Lanterneiros do Divino falam de sua missão de fé

09.05.16 - 11:40 | Notícias

Para levar uma das 15 lanternas é preciso chegar bem cedo. Nesta terça-feira, os devotos saem em procissão do Império até a Santa Casa de Mogi das Cruzes

Carregar uma das 15 lanternas que ilumina o caminho da Alvorada da Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes é a grande missão de fé de muitos devotos do Espírito Santo. Mas como são somente 15 é preciso chegar cedo para conseguir ir à frente da procissão. São sete lanternas (uma de cada lado), e elas representam um dos sete dons do Divino [fortaleza, ciência, conselho, sabedoria, pieda­de, entendimento e temor a Deus]. Um lanterneiro vai à frente de todos.

O dom do Entendimento foi o motivo de oração da terceira Alvorada, realizada nesta segunda-feira (9). Os fiéis, como de costume, se reuniram em frente ao Império, na Praça Coronel Almeida, às 5 horas, e seguiram a passos, ora curtos, ora longos, até o Cemitério São Salvador, onde foi celebrada uma Santa Missa pelo bispo da Diocese de Mogi das Cruzes, dom Pedro Luiz Stringhini.

Dentre os lanterneiros estava a doméstica Vera Lúcia da Cruz Silva, de 56 anos. Moradora do Birro da Ponte Grande. Ela conta que chegou às 3h45 e “conseguiu” uma lanterna “a muito custo”. “Viemos à pé. Quando estou sozinha, eu venho de bicicleta e a deixo amarrada no poste, mas o meu marido está de férias e veio comigo. Estamos aqui para comemorar os nossos 34 anos de casamento. Não é fácil, só o Divino para nos fortalecer”, diz Vera Lúcia. Faz vinte anos que ela acompanha a Festa do Divino, sempre carregando a lanterna “pelo menos uma vez, às segundas-feiras”, como ela frisa: “Esse é meu compromisso com o Espírito Santo por tantas graças alcançadas. Teve época que chegava à uma hora da madrugada. Se você tem um pedido a fazer tem de vir e fazer, mas depois tem de dar um jeito para vir e agradecer. Vera Lúcia e seu marido estavam posicionados do lado direito do cortejo. Ela é quinto e ele em sexto lugar.

“Pode fazer o frio que for, que eu venho, mas é difícil conseguir pegar uma lanterna”. É o que diz a dona de casa Maria Roseli de Moura, de 58 anos, que faz os nove dias de Alvorada, desde 2004, e que em um deles é a lanterneira. “Esta será a terceira vez que consigo”, comemora. “Tudo o que a pessoa pede, o Divino dá. Se não é a graça solicitada, é uma luz, uma forma de achar a solução, porque ele jamais nos abandona. Temos de ter fé e confiar. É o tempo dele, e não o nosso”, salienta Maria, a quarta lanterneira do lado esquerdo.

Também no lado esquerdo, estavam a aposentada Clotilde da Cunha Martinelli, de 69, com o filho Ademar Martinelli Filho, de 36, e a namorada dele, Jéssica da Silva, de 25, posicionados, respectivamente, nos quinto, sexto e sétimo lugares. “Eu fiz o convite a eles, que estão precisando muito de uma graça e eles aceitaram. Chegamos às 4 horas, porque é preciso estar bem cedo, e deu certo. Se queremos pedir, temos de nos esforçar”, revela. Ademar torce para que o seu pedido seja atingido. “Estou com muita fé, algo forte. E, se Deus quiser, vou conseguir”, destaca.

A coordenadora da Alvorada, Sylvia Nazar de Abreu, que este ano não está fazendo o cortejo – ela passou por uma cirurgia -, conta que é preciso chegar bem antes das 5 horas para conseguir pegar uma lanterna. “E eles chegam, por volta de 2 horas. Querem levar as lanternas para agradecer graças alcançadas”, ressalta.

As Alvoradas prosseguem até o dia 15 de maio, último dia da Festa do Divino e Dia de Pentecostes.

 

Fonte: AlexMar Assessoria de Comunicação 

 

Rezadeiras e Rezadores são tema de livro e passam a ser Patrimônio Cultural Imaterial

08.05.16 - 11:58 | Notícias

A importante missão de evangelização das rezadeiras e dos rezadores da Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes está eternizado em livro que será lançado neste domingo (8), terceiro dia da Novena Preparatória, na Catedral de Santana. Além disso, essas pessoas, devotas do Espírito Santo, passarão a ser Patrimônio Cultural Imaterial.

Neste domingo, rezadeiras e rezadores serão as madrinhas e os padrinhos da Santa Missa, que será presidida pelo padre Antônio Robson Gonçalves, vigário geral da Diocese de Mogi, da Paróquia Nossa Senhora de Fátima. Na oportunidade, o livro também estará à venda, ao preço de R$ 20,00.

 

A obra 

“Rezadeiras e Rezadores da Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes, SP” é fruto da pesquisa de vários pesquisadores da Universidade de Mogi das Cruzes (UMC), sob a organização das professoras Rute Prieto Fernandes Pereira e Luci Bonini. Rute é rezadeira e Luci é a sua auxiliar. O exemplar foi desenvolvido após mais de dois anos de pesquisa, com a participação de vários pesquisadores​. E o resultado são entrevistas, fotos e relatos de pessoas devotas do Espírito Santo.

“Vamos transformar as rezadeiras e rezadores em Patrimônio Cultural Imaterial. Na terça-feira (10), o livro vai ser apresentado no Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural, Artístico e Paisagístico de Mogi das Cruzes (COMPHAP), às 9 horas, na Secretaria de Cultura”, revela a professora Luci. Atualmente, a Festa do Divino possui 50 rezadeiras e rezadores, e cada deles tem os seus auxiliares, totalizando 220 pessoas, sob a coordenação de Cida Barros e Beth Godoy.

Também na próxima terça-feira (10), na Quermesse da Festa do Divino, no Mogilar, rezadeiras e rezadores farão uma Noite de Autógrafos, a partir das 19 horas, no estande Divina Lembrança, onde o livro poderá ser adquirido.

A obra também estará à venda no Museu do Divino Espirito Santo de Mogi das Cruzes “Professora Amália Thereza Manna de Deus e na Cúria Diocesana.

No mês passado, um grupo de rezadeiras e rezadores participou da gravação de um CD da Festa do Divino, no Estúdio Municipal de Áudio e Música (EMAM). O tema do álbum é a Coroa do Divino e as invocações para a Santíssima Trindade.

 

Fonte: AlexMar Assessoria de Comunicação 

« anterior | próxima »

^ topo

Associação Pró-Festa do Divino Espírito Santo
Av. Francisco Rodrigues Filho, 1232 • CEP 08773-380 • Mogilar • Mogi das Cruzes • SP
Telefone/Fax: (11) 4790-6835 • contato@festadodivino.org.br

Fale Conosco | Créditos | Condições de Uso